Diogo Calçada

I’ve always been a technology enthusiast. When I got my first computer at age 12, my interest and curiosity began to grow exponentially, leading me to find out how this magic machine works.

That’s when I discovered programming. I started by looking for some code and trying to interpret what was written there (not a difficult task in actual programming languages) and the logic behind it.

As I started realizing the potential of it, the ability to create a whole from nothing (at least metaphorically), I concluded that it was I wanted to do “when I grew up”
Since then, always had programming as a hobby, until it became my profession (apparently I’m a grown up now).

I love it.

PT

Eu sempre fui um entusiasta por tecnologia. Quando recebi o meu primeiro computador, aos 12 anos, o meu interesse e curiosidade começou a crescer significativamente, levando-me a procurar saber como essa máquina mágica funciona.

Foi aí que descobri a programação. Comecei por pegar em código feito e tentar interpretar o que lá estava escrito (não é uma tarefa difícil nas linguagens de programação atuais) e a lógica por trás daquilo.

À medida que me fui apercebendo da potencialidade daquilo, da capacidade de se criar um todo a partir do nada (pelo menos metaforicamente), concluí que seria isso que gostaria de ser “quando fosse grande”.

A partir daí, sempre tive a programação como um passatempo, até que mais tarde se tornou na minha profissão (aparentemente, agora já sou grande).

E eu adoro.